7 dias

faltam

São 13 horas. Estou em um café no Batel aguardando pela cliente das 13h30. Faltam exatos 7 dias para a maior mudança que já fiz na minha vida. Ás vezes fico pensando se sou corajosa ou imprudente. Nem sempre o limiar é claro. Mas a lógica me diz: não é loucura. Você está indo para o outro lado do mundo mas comprovadamente a situação política, econômica, violência, etc…questões sociais são melhores que o Brasil hoje. Seu filho vai ter com certeza um ensino de qualidade como tem aqui, porém gratuito.

Meu outro lado diz: Mas você nunca foi para NZ! Isso é loucura. De novo o lado racional assume: é simples, se não gostar volta. Vocês estão mantendo casa em Ctba, suas contas no banco. Seu trabalho já é feito virtualmente em boa parte. Não há o que temer.

Uma mudança dessas não é somente externa. Ela nos muda por dentro também. Dá um frio na barriga bom também, de ter coragem de lutar pelos nossos sonhos, do inesperado, conhecer uma cultura diferente, ver paisagens sonhadas via web e livros…tudo que é a minha essência: liberdade.

O processo da mudança foi complicado. Sozinha no Brasil tendo que literalmente desmontar 12 anos de casamento e colocar em sótão, malas, caixas…doações, bazares. Cobranças de todos os lados. É engraçado como as pessoas reagem diferentemente à nossa mudança. Alguns nos acham loucos, outros acham que não voltamos nunca mais. Outros dizem coisas horríveis…cheguei a ouvir “Você sabe que seus gatos vão morrer não sabe?”. Quem fala algo assim? E os amigos/as que reclamam e cobram que eu não fui visitá-los, como posso ir embora assim?

Aqui, agora, nessa meia hora de tranquilidade meio a correria dos últimos dias penso em como as relações que realmente importam se revelaram. Pessoas que não imaginei se fizeram presentes. Outras se ausentaram mais ainda. E outras que nunca imaginei apareceram sem precisar de convite ou cerimônia prontas para ajudar. Outros levam tudo para o pessoal e se sentem “ofendidos”…Eu que estou indo e não procurei. Como se fizessem ideia do que foi fazer essa mudança. Em termos práticos, o desgaste físico  mesmo.

Mas agora faltam só 7 dias para um recomeço, apertar reset mais uma vez. Explorar novas oportunidades e sonhar mais alto ainda.

Uma lágrima ou outra cai diariamente. Saudades dos pais, da melhor amiga, dos amigos que reencontrei recentemente. Tantas pessoas que queria abraçar e rever mas não tive tempo. Mas a vida é assim mesmo. Encontros e reencontros. Idas e vindas. O que importa é que sei que o sentimento verdadeiro permanece. As amizades reais são para vida e não ha distância que mude isso.

O importante é saborear cada momento dessa nova jornada. 7 dias…E me sinto plena por estar a cada dia vivendo a minha verdade e aos poucos ficando cada vez mais leve…

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s