5 meses!

life

5 meses de NZ! Wow. Voou. Ok…passei um mês no Brasil (março), então tecnicamente estou aqui a 4 meses. Deveria estar escrevendo mais sobre a vida aqui, mas vamos lá, um resumão destes 5 meses.

O óbvio: é claro que sinto falta dos meus pais, família em geral e amigos. Também sinto falta do coworking onde tinha a minha rotina, os cafés onde atendia, fazer coaching face a face e ir aos treinos de corrida com a equipe… Ver os amigos do Dojô, comer cupcake na Goodies, dar uma relaxada fazendo massagem lá no Tereza no Cristal, yada, yada, yada.

Morar em uma cidade pequena é muito diferente para quem nasceu no RJ e só tinha morado em Rio, Recife, Curitiba e EUA. (sim, Wellie é a capital da NZ, mas tem menos de 500.000 habitantes!).

puffs

A maior diferença no entanto é a cultura. Digo e repito que estou gostando muito de morar aqui, mas que acho bem difícil para pessoas muito urbanas se adaptarem. A cultura é a antítese da americana, do consumismo exarcebado, do ter invés do ser.

O noticiário fala basicamente do clima, animais (sejam achados em uma rodovia, acidente com estes ou os pinguins que chegaram na cidade rsrsrs), política (pouco, mas falam da UK, algo local e volta e meia do Trump) e esportes.

No dia a dia, looks/estilo e coisas do gênero pouco importam. São poucas lojas (várias das mesmas…pouca diversidade), mas não acho incômodo. Tem uma marca local, a Katmandu de roupas esportivas/outdoors. Duas grandes lojas de departamento: Warehouse (tipo uma Americanas), Briscoes (uma Camicado rs). Além destas em uma cidade próxima tem uma Kmart. Muitos brechós. Salvation Army, St Paul Hospital, Mary Hospice e por aí vai. Mil grupos de facebook de troca/compra/venda de usados. TradeMe…um site local onde se acha de tudo: de empregos à roupas usadas, móveis.

Tudo que é fabricado localmente é mais caro. Meu marido diz que kiwi é o gaúcho do mundo (nada contra gaúcho…alías meu marido é um rsrs). Móveis novos são caros…e você encontra o que precisa usado. Fácil. Essa semana compramos (finalmente!) 2 poltronas (ainda não temos sofá) e pagamos 45 NZD pelas duas no Salvation Army.

O transporte é limitado. Imagine…com essa “enorme” população, como integrar? Não tem demanda suficiente. Os ônibus são ótimos, novinhos e extremamente pontuais. No meu bairro passam a cada 30 minutos diariamente, exceto finais de semana e feriados que muda para 1h ou 1h30. A distância do centro? 9.9 km. De descida. Beleza pra quem é fã de bike. Puxado é voltar, uma baita subida.

O que aprendi nestes meses? Que seguimos na jornada do desapego. Não temos muitas coisas (quando comparamos como era nossa vida no Brasil).

Mas na prática o que realmente precisamos, o que realmente faz falta?

No começo desse mês quando voltei do Brasil analisamos isso e chegamos a conclusão que era um carro. Realmente. Com o clima começando a esfriar, chuvas e ventos fortes, estava sendo um saco ficar nesse sobe e desce ladeiras para qualquer coisa.

Ando lendo muito sobre minimalismo e lowconsumerismo. Cada vez mais tudo isso faz sentido para mim.

Pepe não tem cama ainda e não sente falta. Não temos ainda mesa de jantar nem sofá (mas temos poltronas!!! EEEEE…super comemoradas hahahah). Não temos microondas, liquidificador (esse último acho que vou comprar). E olha, no dia a dia, tudo tá ok. Cozinhamos, limpamos a casa, passeamos, nos divertimos.

Em 5 meses aqui tenho CERTEZA absoluta que nós andamos a pé mais que em um ano (ou mais) vivendo no Brasil. Também fizemos mais passeios e viagens curtas do que fizemos em 2 anos no Brasil.  Aqui há uma exuberância do que fazer em termos de outdoors, e nós adoramos isso.

Mesmo se você não tem grana sobrando, acha algo para fazer com uma beleza estonteante. Semana passada fomos dar um passeio de carro até o outro lado da ilha que não tínhamos ido ainda. Coisa de uma hora de passeio…e um cenário maravilhoso. Descer do carro, andar pelas pedras, admirar a paisagem. Não tem isso de passear em shopping! Alías tente explicar para um kiwi porque você vai passear num shopping…para eles isso não faz o menor sentido. Shopping é para ir em alguma loja específica que você não achou no centro ou porque você mora do lado dele e vai lá comer algo rápido. Shopping aqui (em Wellie) é BEM diferente do Brasil. Pequenos mesmo…lembra galerias de cidade de praia rs.

p1201742418-3

Uma coisa que gosto muito daqui é o brunch…final de semana tem várias opções de lugares legais para comer seu “café da manhã/almoço”. E se o tempo ajudar, tomar um brunch em frente a qualquer uma das praias daqui é uma ótima forma de começar o final de semana, não acham?

brunch

cafes

O que eu não gosto aqui? Bom, ninguém nos preveniu sobre as casas. Alugar aqui não é fácil…você procura muitas casas e a maioria tá bem detonada. Gente, só posso falar por Wellie, porque é onde moro viu? Aqui é bem comum as casas estarem para alugar e você ter dificuldade em achar uma sem mofo, sujeira incrustada nas janelas, etc. Aliás o padrão de limpeza deles é BEM diferente do nosso. Meu marido passou dias esfregando a casa antes da gente chegar aqui. E quando eu cheguei fizemos faxinão por dias. Mas até hoje tem janela que não abre…e se eu tento limpar cai pedaços das madeiras. Como eu lido com isso? Bom, nós limpamos bem a casa por dentro. Pensamos em procurar outra casa, mais nova, mais para o final do ano. Mas sei que não é fácil encontrar uma casa muito melhor sem pagar muito mais.

O vento a gente acostuma (sigo achando chato, mas não me mudaria daqui só por causa disso). O clima acho muito parecido com Curitiba e na verdade melhor. Pelo menos não faz 4 estações em um dia e a gente não precisa andar como cebola. Se faz frio é frio e ponto. No geral a temperatura não varia muito.

O que mais? Aranhas. Tem bastante aranha pequena por tudo hahahah. Limpamos e no dia seguinte elas brotam de novo. Meu marido acha bom, diz que assim não temos moscas hahaha.

Queria que tivesse restaurante por kilo, sinto falta dessa facilidade. Aqui a gente cozinha muito mais do que cozinhava no Brasil. Menos opções para comer fora (que caibam no orçamento). Os restaurantes fecham cedo…e a cozinha dos bares fecha as 22h30! Você vai pro bar e eles avisam que a cozinha fecha! Outro dia sai com uma amiga e rodamos por uns quantos bairros e nada aberto…nem Mac Donalds hahaha.

Já escrevi demais por hoje. Deu né?

Me contem o que gostariam de saber sobre a vida aqui que escrevo!

Beijocas!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s